quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Juiz de Coité rejeita auxílio-moradia e acha um aberração a ajuda

Assunto é polêmico (Foto: Facebook do Juiz)
O juiz baiano Gerivaldo Alves Neiva de Conceição do Coité,  publicou em seu facebook, que não recebe o benefício e que acha o pagamento “uma grande aberração”. “Sou juiz de direito, moro em casa funcional do Tribunal de Justiça da Bahia, arco com as despesas de manutenção da casa e não recebo auxílio moradia, que não concordo e acho uma grande aberração! E se não tivesse a casa funcional, pagaria aluguel com o que ganho”, publicou. Tal publicação foi feita como um “registro histórico” do magistrado.

O texto foi publicado no mesmo dia,17/01 em que o site BuzzFeed informou que a filha do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), recebe auxílio-moradia de R$ 4,3 mil, mesmo tendo dois apartamentos no Leblon, no Rio de Janeiro, que valem aproximadamente R$ 2 milhões. Marianna Fux era advogada e se tornou desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). O pai é o relator que concedeu uma liminar para garantir o auxílio-moradia a todos magistrados do país.