Seleção Coiteense 2017: O projeto que deu certo!

Devido às (seis) 6 finais e (quatro) 4 títulos da seleção no Intermunicipal, a sensação do torcedor coiteense é de ter deixado o campeonato precocemente. Entretanto, quando se analisa no contexto geral, fica bem claro que a campanha da seleção coiteense foi positiva.

Em outros tempos, o dinheiro público era disponibilizado ao futebol em nome do lazer. Em tempos difíceis, a seleção de Coité chegou às oitavas de final sem esse incentivo. Coité perdeu para Camamu, uma seleção que está jogando junto há 3 anos e no ano passado conseguiu a terceira colocação no intermunicipal, que por sinal tem as iniciais LCF (Liga Camamuense de Futebol) e uma prefeita do PT e com mais apoio. 

A direção da LCF Coité projetou a participação no Intermunicipal pensando, além de movimentar as tardes de domingo, proporcionar lazer aos torcedores, promover a ascensão de jovens talentos, oportunizar visibilidade aos atletas e comissão técnica esquecidos. Buscou também promover o debate futebolístico em suas diversas esferas, mostrando que é possível fazer futebol, deixando de lado o modelo da boquinha para os agentes envolvidos.